Featured Video

09 agosto 2011

A Igreja constroi em área que deve R$ 1,5 mi de IPTU

A área por onde deveria passar uma rua em Santo Amaro, na zona sul, e está sendo ocupada pela construção da sede da Igreja Mundial do Poder de Deus tem uma dívida de R$ 1,53 milhão em IPTU com a Prefeitura, referente aos anos de 2003, 2004, 2005, 2006 e 2009. No dia 28, a promotora de Habitação e Urbanismo no Ministério Público Estadual (MPE) Cinthia Gonçalves Pereira enviou ofício pedindo explicações à administração municipal sobre o caso, que pode virar inquérito.

Como revelado pelo Jornal da Tarde em 1º de julho, o prefeito Gilberto Kassab enviou em maio deste ano Projeto de Lei 224/2011 à Câmara Municipal pedindo o fim do prolongamento da Rua Bruges, que deveria continuar por 135 metros até chegar à Rua Benedito Fernandes.

No fim de junho, ele pediu urgência na votação. Hoje a rua termina em um muro que demarca a área de 14.767 m², onde o templo está sendo construído há mais de um ano. O pedido para extinção da rua, que por lei municipal existe desde 1988, aconteceu após início das obras. Kassab chegou a afirmar ao JT que “efetivamente é uma rua desnecessária”, mas não explicou por que a Prefeitura só percebeu isso depois que a igreja começou a ser construída.

Antes de ser comprado pela Igreja Mundial, funcionava em parte do terreno o Centro de Lazer e Cultura Patativa. O pedido de Kassab deve ser analisado neste semestre pela Câmara.

Questionada sobre a dívida de IPTU e se será mantido o pedido para o fim da continuação da Rua Bruges, a Prefeitura informou, por nota, que “responderá os questionamentos ao Ministério Público”. A Prefeitura tem até dia 18 para responder essa questão ao MP e também por que permitiu a construção em área com dívida superior a R$ 1,5 milhão. Procurada, a Igreja Mundial não respondeu à reportagem.

[FONTE: Jornal da Tarde]

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More