Featured Video

28 maio 2011

PayPal e eBay acusam Google de plágio

O PayPal, sistema de pagamentos online, e o eBay, site de compras, deverão entrar com uma ação contra o Google pela criação da plataforma Google Wallet. Segundo fontes de ambas as empresas, dois ex-diretores que atualmente fazem parte do Google teriam se apropriado indevidamente de informações industriais dos projetos de pagamento com celular desenvolvidos por ambas as companhias.

Nesta sexta-feira (27), o PayPal e o eBay denunciaram Osama Bedier e Stéphanie Tilenius por terem “se apropriado” de maneira inadequada de seus segredos e tê-los adaptado para o Google Wallet. Na última quinta, o Google anunciou a plataforma, que funcionará como uma espécie de carteira pessoal no celular, baseado na tecnologia de comunicação sem fio NFC, nos telefones com o sistema operacional Android e terminais de pagamento instalados em lojas.

Bedier, hoje, está à frente do desenvolvimento do projeto Wallet, o que tornaria, segundo a PayPal, sua antiga empregadora, a situação pior. No blog da empresa, a diretora de comunicação mundial da Amanda Pires afirma que não costumam "perder tempo" nos tribunais, mas que algumas atuações da concorrência fazem com que as ações legais sejam as únicas medidas para proteger seus segredos.

Quando na PayPal, Bedier, segundo a diretora de comunicação, era encarregado das negociações com a Google para o desenvolvimento de um serviço de pagamento por aplicativos para o sistema operacional Android . Ela também conta que o executivo reunia-se secretamente com a gigante da internet, em sua sede em Mountain View, em busca de emprego.

Segundo PayPal, Bedier teria transferido a um computador pessoal versões atualizadas de documentos com detalhes do serviço de pagamento por celular em desenvolvimento pela companhia "apenas alguns dias antes" de deixar a empresa para ser contratado pela Google em janeiro deste ano. No momento em que copiou os documentos, afirma a PayPal -, Bedier já tinha intenção de transferir-se para a Google.

A empresa de pagamentos online afirma ainda que seu ex-diretor tinha “conhecimento detalhado” dos projetos de ponto de venda e de pagamento por celular, assim como das estratégias do negócio, conceitos e procedimentos relacionados ao serviço de carteira digital da companhia.

A denúncia também dá detalhes sobre a contratação do diretor durante o processo de negociação entre PayPal e a Google sobre o pagamento pela compra de aplicativos em celulares com sistema operacional Android.

Quando as empresas materializaram o acordo de 26 de outubro do ano passado, o diretor teria realizado uma série de reuniões com executivos que teriam culminado com um encontro em 21 de outubro com o presidente da Google, Larry Page, e com o vice-presidente, Jonathan Rosenberg.

Após a sua incorporação a multinacional de Mountain View, Bedier teria contratando outros "funcionários-chave" com conhecimentos dos segredos da empresa, afirma a PayPal. Para comprovar as acusações, a empresa afirma ter mensagens de Facebook nas quais Tilenius, que chegou ao Google no final de 2009, teria mantido contato com Bedier para convencê-lo a entrar na companhia.

O texto contempla nove acusações contra Bedier, Tilenius e o Google, a maioria por violação de obrigações contratuais e por utilização inadequada de informações secretas. A denúncia pede compensações econômicas pelo dano causado e também de propriedade intelectual.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More