Featured Video

31 maio 2011

Palocci disse ter ganho R$ 1 mi com fusão, diz Suplicy

O ministro Antônio Palocci (Casa Civil) relatou a senadores petistas ter ganhado R$ 1 milhão em apenas um projeto de consultoria da empresa Projeto, em um processo de fusão.

Segundo o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), o ministro disse que os ganhos por projeto da Projeto poderiam chegar até R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões se Palocci tivesse mantido a empresa ativa --antes de retornar ao primeiro escalão do governo como chefe da Casa Civil.

"Em um processo ele ganhou R$ 1 milhão, mas ele disse que os ganhos poderiam ser maiores com o tempo. Mas como se tornou ministro, fechou a empresa", disse Suplicy, confirmando o que havia dito em reportagem publicada hoje pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

Segundo o petista, Palocci relatou aos senadores do PT que a empresa Projeto realizava três tipos de atividades: palestras, consultorias para empresas ou instituições em aplicações no mercado financeiro e assessoria para empresas em processos de fusão.

Palocci chegou a realizar palestra em uma empresa pública para "200 ou 300" pessoas, de acordo com Suplicy, mas o ministro disse que não cobrou nada no evento para não ferir os "princípios éticos"da administração federal. Em outro caso, o senador disse que o ex-ministro da Fazenda recomendou a uma empresa para não realizar "aplicação de risco" em derivativos financeiros.

As declarações foram feitas durante almoço, na semana passada, da bancada do PT no Senado com Palocci e a presidente Dilma Rousseff. Ao final do almoço, o ministro pediu para falar aos senadores sobre a multiplicação do seu patrimônio por 20 nos últimos quatro anos.

Na conversa, Suplicy disse que Palocci confirmou a cobrança de uma "taxa de sucesso" na atuação da Projeto com as empresas atendidas pelo ex-ministro. Ele teria sido muito requisitado, segundo Suplicy, para palestras durante a crise econômica que atingiu o país entre 2008 e 2009.

O senador petista afirmou que o ministro não revelou os nomes das empresas atendidas pela Projeto para manter a "cláusula de confidencialidade" fechada com os seus clientes.

Na conversa com os senadores, Palocci disse que realizou todos os serviços "de acordo com a legislação" e prometeu vir a público se explicar sobre a multiplicação do seu patrimônio por 20 nos últimos quatro anos.

"Eu recomendei que ele pudesse expor para a opinião pública a sua versão dos fatos. Ele prometeu fazer isso esta semana", disse Suplicy.

[FONTE: Folha online]

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More