Featured Video

21 abril 2009

Após série de escândalos, Câmara quer 'pacote moralizador'


FONTE: Estadão.com

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Michel Temer, reunirá o colégio de líderes e os integrantes da mesa diretora da Casa, na quarta-feira, logo de manhã cedo para discutir uma série de medidas para tentar conter o escândalo do mau uso de recursos públicos, com passagens, verbas indenizatórias, etc. Michel quer ter algo concreto para anunciar durante a tarde. A ideia é adotar uma espécie de "pacote moralizador", como parte da nova estratégia capaz de liquidar a enxurrada de denúncias. O próprio presidente da Câmara admitiu ter gasto sua cota de passagens aéreas com parentes e terceiros.

O ponto central desse pacote, ao qual o Estado teve acesso, se baseia na transparência dos gastos. Isso inclui a criação de uma conta de serviços, com várias rubricas, como postagens, impressos, telefones, deslocamentos de funcionários, combustíveis, etc. Outro item é a publicação na internet de cada passagem usada pelos parlamentares logo após a emissão do bilhete.

Outro ponto, que ainda precisa de respaldo dos líderes, prevê o fim da cessão de passagens para familiares de deputados. Uma proposta que encontra maiores resistências, mas Temer já recebeu apoio de vários membros da mesa.

Também será criado um ponto eletrônico, com cartão digital, para registrar a frequência dos servidores. Será alterado também o horário de funcionamento do plenário da Casa. Os trabalhos serão abertos ao meio-dia (duas horas mais cedo).

"Temos que conduzir esse processo. Não podemos ir à reboque da imprensa e da opinião pública. Já ficou claro que medidas pontuais não solucionam o problema. Tem que ser transparência total. Todos os gastos que forem feitos terão que ficar imediatamente disponíveis na internet", afirma Michel Temer.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More