Featured Video

13 fevereiro 2009

Emprego na Indústria paulista cai 1,34% em fevereiro, corte de 32,5 mil vagas

FONTE: Folha online

O nível de emprego da indústria de transformação do Estado de São Paulo fechou janeiro com recuo de 1,34% na comparação com dezembro do ano passado, nos dados sem ajuste sazonal, segundo levantamento da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) divulgado nesta quinta-feira.

Com isso, o setor, que registra a quarta queda consecutiva, fechou 32,5 mil vagas ao longo do último mês. Considerando os dados com ajuste sazonal, que elimina características específicas de cada período, a baixa no emprego no mês passado foi de 1,86%.

Em dezembro do ano passado, a queda foi de 5,64% na comparação com novembro, também sem ajuste sazonal. Só em dezembro, foram 130 mil vagas fechadas, e no acumulado de 2008, a perda foi de 7.000 empregos.

Em janeiro, dos 22 setores, 19 tiveram desempenho negativo, dois mais contrataram que demitiram e um ficou estável.

O que mais contratou foi o de produtos diversos, com 0,85% de alta no nível de emprego, seguido por minerais não metálicos, com a mesma elevação. Os que mais demitiram foram produtos químicos, com queda de 3,3%, e couros, artigos de couro e calçados, com recuo de 2,7%.


Sensor

A Fiesp também divulgou hoje o Sensor Fiesp --indicador de perspectivas futuras da indústria paulista-- da primeira quinzena de fevereiro. O índice atingiu 41,4 pontos, contra 38,7 pontos (revisado) verificados na segunda quinzena do janeiro.

O índice varia entre 0 e 100 pontos, sendo que acima de 50 pontos indica otimismo e, de 50 para baixo, pessimismo.

Entre os cinco subitens do Sensor, o que apresenta maior valor é o de mercado (49,8 pontos), seguidos por investimentos (44), emprego (42,6), vendas (35,5) e estoque (32).

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More