Featured Video

11 dezembro 2008

Sobe para 125 o número de mortos em SC; 28 continuam desaparecidos


FONTE: Folha online

A Defesa Civil confirmou na manhã desta quinta-feira mais uma morte no município de Luiz Alves, elevando para 125 o número de mortes provocadas pelas chuvas em Santa Catarina. A vítima estava soterrada desde o dia 22 de novembro e o corpo foi encontrado na noite de quarta-feira (10), reduzindo o número de desaparecidos para 28.

De acordo com a Defesa Civil, 33.479 pessoas continuam fora de suas casas. Destes, 6.243 estão em abrigos públicos e 27.236 permanecem desalojados, ou seja, se hospedando nas casas de familiares e amigos.


Doenças

Com as enchentes, aumenta também o risco de contaminação. Na noite de quarta-feira (10), a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde confirmou que já foram notificados 41 casos de leptospirose Santa Catarina.

Ao todo, foram notificados 482 casos suspeitos, sendo que 260 estão em análise e 181 já foram descartados.


Riscos de desastres

Um estudo concluído em 2006 por pesquisadores da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) já informava que um em cada quatro municípios de Santa catarina corriam risco "muito alto" de serem afetado por desastres naturais.

A análise considera desastre natural o caso que provoque ao menos uma destas conseqüências: morte de dez pessoas, afete pelo menos cem pessoas, decretação de situação de emergência ou pedido de socorro internacional.

Produzido há quase três anos, o número de 72 municípios listados na categoria "risco muito alto" pode estar subestimado, alerta a geógrafa da Unicamp Luci Hidalgo Nunes, especialista em desastres naturais e co-autora do estudo, que leva em conta desastres registrados entre 1980 e 2003.

"Eu acho que o número possa estar subestimado. Vale a pena a gente rever um monte de coisa. Esse episódio mostrou que chuvas intensas geram um problema, talvez até mais grave que inundações, que são os escorregamentos. A maior parte das mortes em desastres no Brasil está ligada a isso", diz a pesquisadora.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More