Featured Video

04 novembro 2008

Em depoimento à polícia, Dado Dolabella nega agressão a Luana Piovani


FONTE: Globo.com

Em depoimento de mais de uma hora na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) na tarde desta terça-feira (4), no Centro do Rio, o ator Dado Dolabella negou ter agredido sua ex-noiva a atriz Luana Piovani. Segundo a delegada Adriana Pereira, o ator disse ainda que a camareira Esmeralda de Souza, de 62 anos, teria se ferido acidentalmente.

"Estou muito chocado e triste, com tudo", disse Dado, ao deixar a delegacia por volta das 16h30, ao lado de seu advogado, e sem dar mais detalhes à imprensa. "Não tenho nada para dizer, gente".

Segundo a delegada, a reconstrução do que ocorreu há 12 dias numa boate da Zona Sul do Rio dependerá do laudo do exame de corpo de delito e dos depoimentos de testemunhas. Caso a agressão à Luana seja comprovada, a pena é de três meses a três anos de prisão.

"Ele nega os fatos, nega uma possível agressão. Ele nega que tenha agredido a possível vítima. Ele diz, em relação à Esmê (Esmeralda) que realmente ele tentou afastá-la do local e ela acabou se lesionando acidentalmente. E com relação à Luana, ele nega qualquer tipo de agressão", explicou a delegada, informando ainda que Dado não teria entrado em contradição.


Laudo não ficou pronto

O laudo do Instituto Médico Legal, sobre o exame de corpo de delito de Luana Piovani, ainda não ficou pronto, segundo a delegada. A iniciativa de procurar a delegacia foi da própria atriz, que disse em depoimento que levou um tapa no rosto.

Na última sexta-feira (31), o I Juizado de Violência Doméstica do Rio determinou que o ator deve ficar a, no mínimo, 250m de distância de Luana e está proibido de manter contato com a atriz por qualquer meio de comunicação. A atriz deve ainda relacionar uma lista de locais que o ex-noivo não poderá comparecer sem que ela seja avisada antes.

O episódio que deflagrou o processo aconteceu há 12 dias, quando os dois brigaram em público na festa de estréia da peça de Luana na boate 00, na Gávea, na Zona Sul. No meio da discussão, Dado é acusado de ter empurrado a camareira Esmeralda de Souza, de 62 anos, que precisou imobilizar os dois braços, feridos com o impacto da queda.

Ela foi a primeira a prestar queixa contra o ator, na 15ª DP (Gávea), sob a acusação de lesão corporal. A polícia aguarda imagens das câmeras do circuito interno de TV da boate. Segundo o delegado, se Esmê, como é conhecida, ficar impossibilitada de exercer suas funções normais por mais de 30 dias, ele poderá ser indiciado por lesão corporal grave e pegar até cinco anos de prisão.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More