Featured Video

05 setembro 2007

CORRER ATRÁS DO VENTO

Por Riva Moutinho

Cada vez mais o mundo torna-se mais capitalista. Pessoas consomem, empresas produzem, enquanto a àrea de publicidade cria uma nova maneira de aumentar o consumo de algum produto.

Cada vez mais o mundo concretiza ou aprimora o conceito do “salve-se quem puder”. O conhecimento difere seres, a eficiência forma grupos “top” e em meio a tudo isso, a concorrência cresce destruindo muitos valores em troca do primeiro lugar ou do maior salário.

Esta competitividade que alimenta o egoísmo, o orgulho, o comportamento político e tantos outros males é proveniente de um mundo mergulhado nas profundezas abissais de um estado de não-Graça.

Mas desde quando alguém precisa competir com outro alguém?!

O Evangelho diz: “Tudo que vier a tua mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças.” (Ec. 9:10) , observe que ele poderia dizer outra coisa, tipo: “tudo o que vier a tua mão para fazer, faze-o melhor do que o teu próximo faz.”, ou ainda, “tudo o que vier a mão do teu próximo, faze-o você usando todas as suas forças.” No entanto, o propósito de Deus não é criar separação entre suas criaturas e, sim, sua união. O que Ele deseja é que o amor comande a cada um.

Este mundo, ao qual a Bíblia diz que: “Jaz do maligno.”(I Jo. 5:19), propõe sutilmente e incansavelmente que o mérito pessoal é proveniente de um status alcançado através de uma busca, muita das vezes, frenética por ele. Os métodos, entre outros, utilizam a malícia, o egoísmo, a falsidade e, por fim, do conhecimento. Neste ciclo vicioso que quase todos entram, raros são os que saem e muitos são os que sofrem por não alcançarem “o desejável”.

Muitos de nós não observamos que não temos que correr atrás do vento competindo com o próximo e sim, gastar energias buscando fazer o melhor com o que vier às mãos para fazer.

Fazer o seu melhor não é igual a competir com o seu próximo, pois a ele você deve amar como a você mesmo e ajudá-lo com sinceridade e respeito. Os valores de vida para a vida explicitados no Evangelho trazem a Vida para dentro de nós e alimenta o amor que pelo próprio Amor nos é ensinado.

Assim Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo” (Mt. 5:14), No oposto a escuridão, a luz promove consciência por onde ir e como ir. Por isto que em meio a este mundo caído e caótico, a Luz nos chama de luz; pois O seguimos e, O seguindo, O imitamos, tornando-nos assim, pessoas que, ao serem orientadas pelo Evangelho, orienta outras num caminho que o mundo desconhece.

Há crianças famintas nas ruas. Mães alugando filhas para sexo afim de conseguirem dinheiro para se sustentarem ou sustentarem seus vícios. Há pais desempregados pensando em suicído. A lei do mais-esperto sendo disseminada...

Acredite, você tem coisas mais importantes para fazer do que a próxima competição com o seu próximo.

BH, 31/08/07

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More