Featured Video

05 agosto 2007

Protestos contra Lula ocorrem em todo o país


FONTE: O Tempo
Em Belo Horizonte, 300 pessoas foram à praça da Liberdade pedir mais honestidade na política brasileira; movimento ocorreu em 11 capitais
MARINA SCHETTINI

Apitos, faixas, narizes de palhaço, palavras de ordem e as temidas vaias ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foi assim a manifestação que reuniu cerca de 300 pessoas em Belo Horizonte para protestar contra o presidente e o governo federal petista. Durante o encontro, que recebeu apoio das pessoas e motoristas que passavam pelo local, os manifestantes cantaram o hino nacional, gritaram "Fora Lula" e pediram por mais honestidade na política. Deitados no chão, em homenagem às vítimas do acidente aéreo envolvendo o avião da TAM, eles rezaram e, em seguida, fizeram um minuto de silêncio.

O analista de comércio exterior Henrique Almeida, 25, estava entre os manifestantes. Segundo ele, o encontro que aconteceu simultaneamente em outras 11 capitais do país surgiu na comunidade do Orkut chamada "Fora Lula", que hoje conta com quase 200 mil membros, e teve o boca a boca e a Internet como grande estimuladores. "Essa é uma manifestação contra tudo de errado nesse governo, no nosso país. É contra a alta carga tributária, nossos amigos morrendo nas ruas por causa da falta de segurança, saúde precária, o (presidente do Senado) Renan (Calheiros) impune. O Lula é o símbolo da negligência, da mentira. Queremos que isso tudo fique fora do país, queremos ele fora do governo", afirmou Henrique.

Dentre os presentes, muitos eleitores históricos do presidente Lula, que agora se arrependem da escolha do voto. "A maioria aqui votou no Lula outra vez, mas é tanta aberração, tanta incompetência, que temos que fazer algo. Da mesma forma que acabamos com a ditadura quando eu tinha 19 anos, temos que tentar mudar as coisas agora", disse o aposentado Fernando Melo Coelho, 62. E nem a menina dos olhos do presidente Lula, o programa Bolsa Família, escapou do protesto realizado em Belo Horizonte.

O publicitário Alexandre Maciel, 29, pediu o fim de benefícios como esse. "O movimento surgiu com o povo, que não concorda com a política assistencialista desse governo, que sente falta de um movimento da oposição ou do Judiciário contra tudo que tem acontecido", reclamou o publicitário.

Trajeto
Os manifestantes se reuniram na praça da Liberdade, região Centro- Sul da capital, e saíram em passeata pelas avenidas João Pinheiro e Afonso Pena, até chegarem à praça Sete, onde dispersaram depois de cerca de duas horas de protestos.


Manifestantes usaram nariz de palhaço e roupa preta

A praia de Copacabana amanheceu ontem com 3.000 montes de areia cobertos por sacos pretos. Segundo o coordenador-geral do Movimento Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, o protesto silencioso representou os mortos pela violência no Estado do Rio no primeiro semestre deste ano. Em frente ao local do protesto havia uma enorme faixa onde estava escrito: “Campo de batalha – o Rio chora pelas três mil vítimas de assassinato em 2007”. Vários outros protestos contra o governo federal se espalharam pelas capitais brasileiras.

Em São Paulo, os manifestantes concentraram-se em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) e saíram em passeata pela avenida Brigadeiro Luis Antonio até o obelisco do parque do Ibirapuera. A Polícia Militar estimou a participação de cerca de 10 mil pessoas. Muitas usavam nariz de palhaço e portavam cartazes e faixas de protesto contra o governo e fazendo alusão às vaias que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva levou em eventos públicos recentemente. “Relaxa e vaia” e “vaia de novo, com a força do povo” eram algumas das frases.

Em Brasília, quase cem pessoas se reuniram no Aeroporto Internacional de Brasília, em protesto contra o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com roupas pretas, usando narizes de palhaço, os manifestantes, de classe média, deitaram no chão do saguão do terminal, gritaram “Fora Lula” e se dizem contrariados com o que consideram falta de ação do governo em vários setores, como o aéreo. (Com agências)

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More