Featured Video

17 agosto 2007

Justiça americana nega dois pedidos do casal Hernandes durante julgamento

FONTE: Folha online

O juiz americano Federico Moreno adotou um tom crítico durante o julgamento dos fundadores da Igreja Renascer em Cristo, apóstolo Estevam Hernandes Filho, 53, e sua mulher, bispa Sônia Hernandes, 48. Na audiência, que ocorre nesta sexta-feira, o juiz já negou dois argumentos da defesa. A sentença deve sair ainda hoje.

Estevam e Sônia são acusados pelos crimes de conspiração para contrabando de dinheiro e contrabando de dinheiro. Em junho, eles haviam feito um acordo com a Promotoria do Distrito Sul da Flórida para se declararem culpados em troca de uma sentença mais branda --a pena prevista para cada um dos delitos é de cinco anos de prisão e multa de até US$ 250 mil. Ao confessar, Estevam e Sônia abriram mão do direito de ir a júri popular e de recorrer do veredicto.

Pelo acordo, o casal deverá cumprir pena de dez a 16 meses de prisão. A promotoria defende dez meses e a defesa pede que a punição não seja cumprida em regime fechado.

O juiz não acatou o pedido da defesa para que Estevam cumprisse a pena em regime aberto, pois precisaria de cuidados médicos. "Cuidados médicos o nosso sistema prisional pode prover", afirmou Moreno durante o julgamento.

O outro pedido da defesa negado foi para descontar da pena o período em que o casal ficou em liberdade condicional, ou seja, desde janeiro até agora.

O julgamento teve início hoje pela manhã, e o juiz já ouviu os dois advogados de defesa, a promotoria e os réus. No início da tarde Moreno pediu recesso para analisar a jurisprudência do caso.

Prisão

Estevam e Sônia foram presos em 9 de janeiro quando entravam nos EUA com US$ 56,467 mil escondidos em uma bolsa, na capa de uma Bíblia, em um porta-CDs e em uma mala. Pela lei, eles deveriam ter informado, na alfândega, que portavam mais de US$ 10 mil.

Desde então, o casal se encontra em liberdade condicional e vigiada: sua circulação estava restrita ao condomínio de luxo em Miami no qual possui residência e alguns lugares da cidade, como consultórios médicos. Todos os seus deslocamentos eram monitorados por um aparelho eletrônico preso ao tornozelo de cada um.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More