Featured Video

27 junho 2007

Pesquisa: Congresso do Brasil é o mais caro

FONTE: Globo.com

O custo anual do Congresso brasileiro por habitante, de R$ 32,49, é o terceiro mais caro entre 12 países. No entanto, considerando esses mesmos países, é o Legislativo que mais pesa no bolso da população, aponta pesquisa do instituto Transparência Brasil, divulgada nesta quarta-feira (27).


O levantamento avaliou ainda os orçamentos dos Congressos da Alemanha, Argentina, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Itália, México e Portugal. Veja o custo de cada um dos países.

País Custo anual por habitante PIB per capita Salário mínimo anual Total de parlamentares
Itália R$ 64,46 R$ 60.250.71 R$ 28.173,00 945
França R$ 34,00 R$ 60.590,38 R$ 39.383,00 745
Brasil R$ 32,49 R$ 18.118,84 R$ 4.940,00 594
Canadá R$ 28,87 R$ 69.996,85 R$ 28.272,00 413
Estados Unidos R$ 27,00 R$ 85.878,81 R$ 20.364,00 535
Alemanha R$ 25,60 R$ 61.172,01 R$ 38.803,00 614
Reino Unido R$ 23,38 R$ 69.515,99 R$ 36.338,00 646
Portugal R$ 20,73 R$ 44.605,71 R$ 10.608,00 230
Chile R$ 12,49 R$ 26.242,04 R$ 5.530,00 158
Espanha R$ 11,54 R$ 54.074,81 R$ 15.307,00 609
México R$ 11,28 R$ 22.358,06 R$ 2.076,00 628
Argentina R$ 10,87 R$ 32.435,29 R$ 4.927,00 329

Considerando o custo real, o orçamento do Congresso brasileiro é o terceiro mais caro, ficando atrás dos Legislativos italiano, que custa R$ 64,46 por habitante, e o francês, que custa R$ 34.

Para chegar ao dado de que o Congresso brasileiro é o que mais pesa no bolso da população, o levantamento levou em consideração o Produto Interno Bruto (PIB) per capita e o salário mínimo de cada país. Ou seja, embora outros países tenham orçamento maior, os valores pesam menos no bolso porque o PIB per capita e o salário são maiores.

“O presente levantamento reforça a percepção de que os integrantes das Casas legislativas brasileiras perderam a noção de proporção entre o que fazem e o país em que vivem”, disse o diretor da Transparência Brasil, Claudio Weber Abramo, na avaliação da pesquisa.

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More