Featured Video

03 maio 2007

PF revela que ministro do STJ antecipava voto e orientava advogados

FONTE: Folha online

Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça apontam que o ministro licenciado do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Paulo Medina --investigado como suspeito de integrar suposta máfia que negociava sentenças judiciais -- teria antecipado o voto em um julgamento de uma ação e orientado os advogados do réu.

Em dezembro do ano passado, o ministro teria conversado com o advogado Paulo Eduardo de Almeida Mello sobre um pedido de habeas corpus para o diretor do Minas Tênis Clube, Fernando Furtado Ferreira, acusado de usar uma carteira de policial falsa em Minas Gerais. As informações foram publicadas nesta terça-feira pelo jornal "O Globo".

Ainda de acordo com o jornal, na conversa, Medina teria pedido mais detalhes sobre o caso e informado que usaria, no julgamento do pedido de habeas corpus, a tese de que Fernando Furtado Ferreira portava o documento, mas não se apresentou como policial.

O ministro também teria alertado Paulo Mello para a importância de o advogado de Fernando Ferreira fazer a sustentação oral durante a sessão de julgamento no STJ.

Mello negou que o ministro tenha antecipado seu voto e classificou de "bobagem" o episódio.

*******************************
OPERAÇÃO HURRICANE - Vídeo feito pela Polícia Federal

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More