Featured Video

22 maio 2007

Ministro Silas Rondeau pede demissão a Lula

FONTE: Globo.com
O senador José Sarney informou ao G1 que o ministro Silas Rondeau (Minas e Energia) entregou nesta terça-feira (22) a carta de demissão ao presidente Lula.

"O ministro me disse que tomou esta atitude. Acho correto por que ele é correto e decente e tem o dever de deixar o presidente Lula numa situação confortável."

Começou há poucos instantes a segunda reunião do dia entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Silas Rondeau.
Cristiana Lobo adianta em seu blog no G1 que antes mesmo da confirmação da saída de Rondeau, seu padrinho político José Sarney apresentou nomes para sucedê-lo no cargo.

À tarde, Lula reuniu-se por cerca de uma hora com o ministro. O presidente teve de interromper a reunião, da qual participavam também os ministros Dilma Rousseff (Casa Civil) e Tarso Genro (Justiça), por conta de atrasos na agenda oficial.

Rondeau é acusado pela Polícia Federal de ter recebido propina da empresa Gautama de R$ 100 mil.

Os R$ 100 mil supostamente teriam sido entregues a Rondeau por Fátima Pereira, representante da empresa Gautama, através do assessor especial do Ministério, Ivo Almeida Costa. O depoimento de Costa à ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, ocorreu nesta terça e durou cerca de uma hora.

A primeira audiência de Lula com Rondeau começou às 15h50 desta terça-feira (22). O ministro aguardou por dez minutos na ante-sala do gabinete antes de ser recebido por Lula.

Antes de se reunir com o ministro, o presidente esteve ao meio-dia com os senadores José Sarney (PMDB-AP) e Renan Calheiros (PMDB-AL), que bancaram a indicação ao Ministério das Minas e Energia. A reunião ocorreu no Palácio do Planalto.

********************************************

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More