Featured Video

17 maio 2007

BILHETERIA
Por Riva Moutinho

FOTO: Ramarago

Deus entregou Jesus, seu filho único, para que os homens pudessem ter um Caminho que os levariam a Ele. O diabo percebeu então uma excelente oportunidade e semeou na mente humana a idéia da religião, afim de ser ela a detentora do direito de entrada nos Céus. O homem, com isso, aprimorou a primitiva idéia e ao invés de apenas uma, criou várias; subdividindo algumas em dezenas de outras; ramificando estas em centenas de mais algumas. No ápice de sua obra o diabo se sente como no Pináculo do Templo quando tentou Jesus: lute, sangre, morra por sua religião. A maioria destes homens-líderes que contribuem com esta criação se sentem como se tivessem um lugar-especial-reservado-ao-lado-de-Deus. O povo peca por não vigiar nas Escrituras.

E assim se tornou: Na entrada do Reino dos Céus existem várias bilheterias, onde cada uma possui as regras que dizem ser necessárias para se entrar no Reino. E Jesus?! Segundo o Evangelho Ele é o Caminho que nos conduz ao Reino, mas a turma das bilheterias O transformou em peça de marketing.

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando!” (Mt. 23:13)

Viver o Evangelho não é viver uma religião, mas viver Cristo. E viver Cristo é viver na Graça ao qual superabundantemente nos abundou estando nós mortos em nossos pecados. E viver na Graça de Jesus é viver consciente que não há barganhas a fazer e que o fato de hoje estarmos livres é porque um dia Jesus foi levantado numa cruz de braços abertos, moído por todas as nossas podridões.

Viver em Cristo não é viver um conjunto de regras, mas seguir os passos que Ele deixou, buscando amar a todos, ajudando a quem necessita e congregando na unidade que só o Evangelho produz.

Não há caminho fora de JESUS, pois só ELE É O CAMINHO.

Não há verdade fora de JESUS, pois só ELE É A VERDADE.

Não há vida fora de JESUS, pois só ELE É VIDA.

Assim diz Jesus nas Escrituras:

“[os fariseus e escribas] Atam fardos pesados e difíceis de carregar e os põem sobre os ombros dos homens, entretanto, eles mesmos nem com o dedo querem movê-los.” (Mt. 23:4)

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e achareis descanso para a vossa alma. PORQUE O MEU JUGO É SUAVE, E O MEU FARDO É LEVE.” (Mt. 11:28-30)

O convite é a REVOLUÇÃO que só o Evangelho poderia torná-la DOCE.

BH, 17/05/2007

FAÇA CONTATO:Clique Aqui

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More