Featured Video

Visão Mundial

Somos uma organização não governamental cristã, brasileira, de desenvolvimento, promoção de justiça e assistência, que, combatendo as causas da pobreza, trabalha com crianças, famílias e comunidades.

Wikileaks

Somos uma organização sem fins lucrativos dedicada a trazer informações importantes para o público.

Greenpeace

Somos uma organização global e independente que atua para defender o ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos.

Associação de Assistência à Criança Deficiente

Somos uma entidade privada, sem fins lucrativos, que trabalha há 60 anos pelo bem-estar de pessoas com deficiência física.

Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras é uma organização médico-humanitária internacional, independente e comprometida em levar ajuda às pessoas que mais precisam.

30 março 2007

Dedo de Lula e seu compadre nas negociações facilitaram a compra da Nova Varig pela Gol, que a CVM investiga









FONTE: Alerta Total


O governo federal petista, que criou todas as dificuldades para salvar a Varig quase falida, obteve uma vantagem muito estranha com a compra da Nova Varig pela Gol. A empresa da família Constantino se compromete a não cobrar créditos da União. A possibilidade de a Gol não ter reivindicado perdas financeiras com o apagão também a teria favorecido. As partes ocultas da negociação ficaram sob a batuta do ex-ministro José Dirceu.

Todas as negociações oficiais entre o governo e a empresa foram conduzidas abertamente por dois homens próximos ao presidente Lula: o compadre Roberto Teixeira e o ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia. O dedo de Lula não faltou no vantajoso negócio. O empresário Constantino de Oliveira, o seu Nenê, fundador da GOL, garantiu na quarta-feira: “Ele pediu para eu ajudar a dar um jeito na Varig".

A operação de compra da Varig pela Gol não deve encontrar obstáculos na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Mas a Comissão de Valores Mobiliários pode criar alguns problemas. A CVM informou que o vice-presidente financeiro da Gol, Richard Lark, pode ser responsabilizado pela insuficiência de dados ao mercado, o que pode ter favorecido investidores, a exemplo do que ocorreu na compra recente da Ipiranga pela Petrobrás.

Cartinha para Lula

Leia na edição de artigos de hoje do Alerta Total a carta enviada ao presidente Lula da Silva por Jackson Andrade Pereira, que é Despachante Operacional de Vôo, 35 anos de VARIG:

Basta clicar no link:

Gatos empresariais da Varig adormecidos em berço esplêndido

Quebra criminosa da Varig

O presidente da CPI da Varig na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado Paulo Ramos (PDT), suspeita que a venda da Nova Varig para a Gol por R$ 660 milhões é apenas uma estratégia para valorizar a empresa.

"O presidente da Gol disse que manterá o nome Varig e não é por acaso. Afinal, este nome vale muito. Na minha opinião, ele esperará a empresa se valorizar e a venderá depois".

O depoimento do ex-presidente do Fundo Aerus, Ricardo Lodi, na CPI confirmou que o governo Lula deixou mesmo a Varig se espatifar no chão.

"Ficou claro que existia saída para a Varig, e que não se fez tudo o que podia para salvar a empresa".

Liquidação precoce

Os depoimentos ontem, na CPI da Varig, dos ex-presidentes do Fundo de Pensão Aerus, Odilon Junqueira e Ricardo Lodi, confirmaram que o fundo de pensão dos trabalhadores da Varig foi detonado precocemente.

"Se o Governo federal tivesse sanado as dívidas da Varig com o Aerus nem o fundo e nem os aposentados estariam na situação que estão hoje".

Em seu primeiro depoimento à comissão, Ricardo Lodi contou que foi eleito presidente do Fundo de Pensão Aerus e sucederia Odilon Junqueira, mas não chegou a tomar posse:

"Alguns dias depois da minha eleição a Secretaria de Previdência Complementar (SPC) realizou uma auditoria no fundo de pensão Aerus para investigar se a saída de Junqueira foi legal. Minha escolha foi contestada por conta de uma assinatura. Para solucionar estas supostas irregularidades, requeri a adesão ao Aerus, mas ela foi indeferida pela ex-diretora de Seguridade e Administração do Fundo de Pensão, Andréa Vanzillotta. Logo depois, ocorreu a intervenção judicial".

Imagens da CPI

No próximo dia 12, às 10h30, a CPI ouvirá o gestor da recuperação judicial, Miguel Dau, e o diretor de operações da VRG (Nova Varig), John Longna, na sala 311 do Palácio Tiradentes.

Mas vale a pena ver um pequeno Clip mostrando a CPI da VARIG, que ontem [29/03/2007] ouvíu os Presidentes do Aerus - Odilon Junqueira e Dr. Ricardo Lodi.



PARTICIPE DA ENQUETE

29 março 2007

Cartões da Presidência têm irregularidades, diz TCU

FONTE: Terra

Auditoria relativa ao uso do cartão corporativo por funcionários da Presidência da República realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) identificou irregularidades em 27,8% das notas fiscais apresentadas para justificar as despesas, com valor total de R$ 248,4 mil. Para o TCU, as notas tiveram valores adulterados com relação aos preços dos produtos ou serviços efetivamente executados, segundo o jornal O Globo.

Foram examinadas 503 notas e foram encontradas irregularidades em 104 delas. O tribunal, entretanto, não tem como afirmar se os servidores da presidência podem ser responsabilizados pelos problemas, uma vez que grande parte das falhas está ligada aos estabelecimentos que emitiram as notas fiscais.

A auditoria examinou despesas com cartões corporativos em vários Estados do País, com valor total de R$ 1,53 milhão. O valor das notas irregulares chega a R$ 248,4 mil e foram emitidas no pagamento de hospedagens, locações de veículos, materiais de escritório, entre outras despesas.

A principal irregularidade encontrada é chamada de "nota calçada", cuja despesa é elevada a partir do próprio valor do documento. Em nota de uma padaria de Brasília, por exemplo, os auditores constataram que a despesa com refeições foi indevidamente alterada de R$ 9,44 - valor expresso na via informada pela Receita Federal - para R$ 99,44, presente na via apresentada para comprovar despesas com o cartão corporativo.

Em análise de notas de hospedagem relacionados a uma viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a cidades do interior paulista, em maio de 2003, o TCU constatou que o valor de uma hospedagem saltou de R$ 15 para R$ 125, de acordo com o Globo.

A Casa Civil, que disse que irá cumprir as recomendações do tribunal, informou que o relatório é positivo, pois atesta que os serviços foram prestados efetivamente. O ministério diz ainda que não lhe cabe verificar problemas de ordem fiscal.

A ENQUETE ESTÁ FINALIZANDO. PARTICIPE

Dirceu fala sobre PAC como se fosse do governo

FONTE: Folha online

Usando o pronome "nós" para se referir ao governo federal, o ex-ministro José Dirceu (PT), cassado na Câmara sob a acusação de chefiar o mensalão, fez ontem em Fortaleza uma palestra sobre o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) a um grupo de cerca de 300 agricultores.

Em sua fala, o ex-ministro explicou e defendeu o programa, principal estratégia de investimentos do governo federal neste novo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em diversos momentos, ele usou o pronome pessoal "nós" para falar das decisões do governo, como se ainda fizesse parte da construção do programa.

"Quando vencemos as eleições no ano passado e começamos a pensar o novo governo...", disse, ao introduzir as explicações para a implantação do PAC, logo no começo da palestra. "Com o PAC, não estamos só pintando a casa, mas a estamos reformando toda", complementou.

Dirceu chegou a afirmar, em seu discurso, que não poderia dar detalhes técnicos das obras contempladas pelo PAC no Nordeste por não ser mais ministro, mas, logo depois, abriu seu notebook e relacionou várias delas, não só no Ceará, mas em outros Estados, com seus respectivos valores.

O ex-ministro está fora do governo Lula desde junho de 2005, quando saiu do ministério da Casa Civil para voltar à Câmara dos Deputados e se defender contra as denúncias de chefiar o mensalão. Em dezembro do mesmo ano, ele foi cassado.

Dirceu afirmou que tem viajado pelo país para fazer palestras e "se defender", mas negou que esteja fazendo uma "campanha" por sua anistia, para retomar sua elegibilidade.

"Não estou fazendo campanha, até porque não faria isso sozinho. Faço política, como sempre fiz. Tenho apoios em todo o país que, no momento certo, levantarão essa bandeira", disse, sob aplausos dos agricultores, que integram a Fetraece (Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Ceará).

"Independente do que acontecer, vocês vão sempre me ter como militante do PT."

Para o ex-ministro, os militantes deveriam estar na rua defendendo o governo, o PAC e uma reforma política. "A direita está fazendo campanha contra nós. Temos que agir", disse.

Depois da palestra, Dirceu disse à reportagem que falou sobre o PAC na condição de "cidadão brasileiro, como qualquer outro", e não em nome do governo federal.

PARTICIPE DA ENQUETE

28 março 2007

PIB de 2006 passa de 2,9% para 3,7% com nova metodologia

FONTE: Estadão

RIO - O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2006 foi revisado de 2,9%, divulgado anteriormente, para 3,7%, segundo a nova metodologia adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A revisão, divulgada nesta quarta-feira, 28, veio acima das expectativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que esperavam que a taxa subiria para, no máximo, 3,5%.

Segundo o economista Juan Jensen, da Tendências Consultoria, a revisão do PIB de 2006 permite uma queda na relação dívida/PIB dos cerca de 50% para algo como 44,6%. Esta relação é um dos indicadores usados pelas agências de classificação de risco para conceder um possível investment grade para o Brasil. Quando esta classificação se confirmar, os papéis da dívida brasileira serão considerados de baixo risco de crédito e, portanto, o País deverá atrair mais investimentos.

Ele acrescentou, no entanto, que a relação entre o superávit primário e o PIB também cai com a nova metodologia. O superávit é a economia do País para o pagamento de juros. Ou seja, é o resultado da arrecadação do governo menos as despesas, exceto o pagamento de juros.

A atual meta de superávit primário do governo é de 4,25% do PIB. Como o valor do PIB de 2006 aumentou com a nova metodologia de cálculo, o governo terá de fazer uma economia ainda maior do que a previamente planejada para cumprir tal meta. As estimativas indicam que esta economia deve ser de mais cerca de R$ 9 bilhões, caso a meta seja mantida. Contudo, o governo não descarta uma revisão desta meta.

Setores

Na revisão por setores, o IBGE apurou que a agropecuária cresceu 4,1%, a indústria, 2,8% e os serviços, 3,7%. Na série anterior, feita com outra metodologia, a expansão da agropecuária havia sido de 3,2%; da indústria, de 3% e dos serviços, 2,4%.

O diretor do Departamento de Economia (Decon) do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Boris Tabacof, disse que estes resultados mostram uma perda da importância do setor industrial para o resultado final. "A indústria brasileira está perdendo o fôlego, perdendo importância relativa e absoluta sobre o resultado final do PIB", afirma.

Retração no final de 2006

A má notícia, contudo, é que o ritmo econômico do final do ano passado é menor do que se imaginava. De acordo com o estrategista-chefe do BNP Paribas, Alexandre Lintz, os números de hoje mostram que, ao final do ano passado, a economia mostrou desaceleração e não aumento do ritmo, como se imaginava antes.

Ele explica que, com base nos dados divulgados anteriormente pelo IBGE, o crescimento do PIB na margem era de 0,8% no terceiro trimestre de 2006 e de 1,1% nos últimos três meses daquele ano, o que significava uma aceleração de 0,3 ponto porcentual. Com os números novos, verifica-se uma mudança da tendência, com o resultado do terceiro trimestre de 2006, de 2,6%, sendo superior a 0,9% do quarto trimestre, uma desaceleração de 1,7 ponto porcentual.

Mas, segundo Lintz, não há motivo para preocupação em relação à alteração da tendência do crescimento porque a expansão dos últimos três meses de 2006 além de já ter sido elevada teve como base uma aceleração mais acentuada nos três meses anteriores. "Com isso, muda-se a interpretação de que o início deste ano poderia ser impulsionado pelo crescimento verificado ao final de 2006", considerou. "Vemos agora, que há uma acomodação da economia", acrescentou.

Em valores correntes, o PIB de 2006 foi de R$ 2,3228 trilhões. Com isso, o PIB per capita cresceu 2,3% sobre 2005 e foi de R$ 12.437.

Investimentos

A taxa de investimento (formação bruta de capital fixo sobre o PIB) de 2006 ficou em 16,8%, acima da taxa apurada em 2005, de 16,3%. A taxa do ano passado foi apurada já com a nova metodologia de cálculo do PIB. Portanto, não ocorreu revisão para o dado, como nos anos anteriores.

O aumento real do investimento no ano passado, ante 2005, foi de 8,7%. A FBCF cresceu amparada pelo aumento na construção civil e nas máquinas e equipamentos, especialmente os importados.

Foram revisados para cima também os aumentos apurados no consumo das famílias (de 3,8% para 4,3%) e do consumo do governo (de 2,1% para 3,6%).

Na semana passada, o IBGE já havia divulgado a revisão das taxas de expansão até 2005. Os dados mostraram que a economia cresceu mais do que havia sido calculado anteriormente.

*****************************
Pronto. Já passaram o PIB pelo velho e conhecido "jeitinho brasileiro".

Agora o Lulla já pode falar que está cumprindo o que prometeu na campanha.

27 março 2007

Lista pró-CPI reúne 15 mil assinaturas em 4 dias

FONTE: Blog Josias de Souza

Entre a tarde de sexta-feira (23) e a noite desta segunda (26), cerca de 15 mil brasileiros rubricaram o abaixo-assinado a favor da instalação da CPI do Apagão Aéreo. Só em São Paulo, recolheram-se algo como 5.000 assinaturas.

A contabilidade foi feita na noite desta segunda-feira, em reunião de deputados da chamada “terceira via”. Idealizador do abaixo-assinado, o grupo volta a se reunir nesta terça-feira (27), para divulgar uma nota pró-CPI.

O documento defenderá a realização de uma CPI voltada prioritariamente à investigação das causas do caos aeroportuário. Quando às suspeitas de corrupção na Infraero, o grupo defenderá que o Congresso prestigie as investigações que já estão sendo feitas pelo TCU e pelo Ministério Público.

O discurso dos integrantes do grupo contém nuances que os distancia das lideranças do PSDB, do PFL e do PPS, mais belicosos em relação ao governo. “Creio que, primeiro precisamos resolver os problemas que afligem os usuários de avião e prejudicam o país”, diz, por exemplo, Fernando Gabeira (PV-RJ).

“A CPI ou uma comissão especial que venha a ser instalada, deveria encontrar, junto com o governo, soluções que conduzam a uma saída”, prossegue Gabeira. “O trabalho tem de ser técnico, não político. É preciso verificar o que está acontecendo com os controladores de vôo e o que tem levado a tantas falhas de equipamentos. Sem prejuízo de que, depois, seja vista também as questões ligadas à corrupção, que já está sendo apurada. Há inclusive sigilos bancários quebrados. Não precisamos redundar.”

Nesta terça, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), vai remeter ao STF as respostas aos questionamentos formulados pelo ministro Celso de Mello. Ele é o relator do mandado de segurança impetrado há duas semanas pelos líderes da oposição. Pede-se que o Supremo reconheça, já em decisão liminar, o direito da minoria oposicionista à abertura da CPI.

A expectativa da oposição é a de que o ministro determine a instalação da comissão, já que o próprio Chinaglia reconhecera que o requerimento do PSDB atendera ao pressuposto constitucional de determinar o fato a ser investigado. Também deputados que integram o consórcio governista ruminam o receio de que, a despeito de a Câmara ter aprovado um recurso do PT contra a instalação da CPI, Celso de Mello deferira a liminar pedida pela oposição.

Simultaneamente, a “terceira via” vai manter a coleta de assinaturas ao abaixo-assinado aberto na última sexta-feira. Entende-se que é a melhor maneira de demonstrar que a sociedade deseja ver apuradas as causas do caos aéreo. O grupo irá, de resto, visitar entidades como a CNBB e a OAB, para pedir que pressionem pela abertura da investigação parlamentar.

Participaram da reunião realizada na noite desta segunda-feira, além de Gabeira, os seguintes deputados: José Aníbal (PSDB-SP), Paulo Renato (PSDB-SP), Gustavo Fruet (PSDB-PR), Raul Jungmann (PPS-PE), Luiza Erundina (PSB-SP) e Raul Henry (PMDB-PE). Estima-se que a “terceira via”, formada no início do ano, na ocasião em que houve a disputa pela presidência da Câmara, reúna cerca de 30 deputados.

Enquanto aguarda pela decisão do STF, a oposição desistiu de obstruir as votações na Câmara. Em sessão realizada na noite desta segunda-feira, os deputados aprovaram a primeira das oito medidas provisórias que compõem o PAC (Plano de Aceleração do Crescimento).

PARTICIPE DA ENQUETE

26 março 2007

FREE HUGS - ABRAÇOS GRÁTIS

Há um ano, Juan Mann era só um homem estranho que ficava parado no Pitt Street Mall em Sydney, Austrália oferecendo abraços de graça para as pessoas que passavam pelas ruas. Um certo dia, Mann ofereceu um abraço a Shimon Moore, o líder da banda Sick Puppies e, desde então se tornaram bons amigos.

Um certo dia Moore decidiu gravar Mann fazendo sua campanha por "Free Hugs". À medida que o Free Hugs atingiu proporções maiores, o conselho da cidade tentou banir a campanha. Então Mann e seus amigos fizeram uma petição com mais de 10.000 nomes apoiando a campanha do abraço de graça.

Quando a avó de Mann morreu, Moore decidiu mixar o vídeo que ele tinha feito do Free Hugs com a música All the Same, que ele havia gravado com a sua banda Sick Puppies.

Vale a pena conferir o vídeo. Um filme que apresenta uma verdadeira história que inspira humanidade e esperança. Algumas vezes um abraço é tudo que precisamos. Free Hugs é uma história real, sobre um homem quem acreditava que sua missão era trazer alegria na vida das pessoas através de um abraço.

Note que o vídeo é em preto e branco e só ganha cor após Juan Mann receber o seu primeiro abraço.





Há momentos que a gente fica imaginando um texto belo, ou uma frase certa, ou uma palavra oportuna, mas na realidade um simples abraço seria o suficiente.

Quantas vezes você abraçou hoje?

Pare um pouco e imagine quantos abraços você poderia ter dado.

Agora pare de imaginar e, simplesmente, abrace.

Na intensidade simples e na força suave que só um gesto pode realizar.


Um carinhoso abraço para Walden Carvalho que, mais uma vez, me envia algo de muito valor.

Um carinhoso abraço para todos.

25 março 2007

CAMINHO DA GRAÇA - ESTAÇÃO BH
Encontro com Caio Fábio



UM CONVITE A DOCE REVOLUÇÃO
O Reino é simples

Artigo 1 – Fica decretado que agora não há mais nenhuma condenação para quem está em Jesus, pois, o Espírito da Vida em Cristo, livra o homem de toda culpa para sempre.

Artigo 2 – Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive os Sábados e Domingos, carregam consigo o amanhecer do Dia Chamado Hoje, por isso qualquer homem terá sempre mais valor que as obrigações de qualquer religião.

Artigo 3 – Fica decretado que a partir deste momento haverá videiras, e que seus vinhos podem ser bebidos; olivais, e que com seus azeites todos podem ser ungidos; mangueiras e mangas de todos os tipos, e que com elas todo homem pode se lambuzar.

Parágrafo do Momento: Todas as flores serão de esperança; pois que todas as cores, inclusive o preto, serão cores de esperança ante o olhar de quem souber apreciar. Nenhuma cor simbolizará mais o bem ou o mal, mas apenas seu próprio tom, pois, o que daí passar estará sempre no olhar de quem vê.

Artigo 4 – Fica decretado que o homem não julgará mais o homem, e que cada um respeitará seu próximo como o Rio Negro respeita suas diferenças com o Solimões, visto que com ele se encontra para correrem juntos o mesmo curso até o encontro com o Mar.

Parágrafo que nada pára: O homem dará liberdade ao homem assim como a águia dá liberdade para seu filhote voar.

Artigo 5 – Fica decretado que os homens estão livres e que nunca mais nenhum homem será diferente de outro homem por causa de qualquer Causa. Todas as mordaças serão transformadas em ataduras para que sejam curadas as feridas provocadas pela tirania do silencio. A alegria do homem será o prazer de ser quem é para Aquele que o fez, e para todo aquele que encontre em seu caminhar.

Artigo 6 – Fica ordenado, por mais tempo que o tempo possa medir, que todos os povos da Terra serão um só povo, e que todos trarão as oferendas da Gratidão para a Praça da Nova Jerusalém.

Artigo 7 – Pelas virtudes da Cruz fica estabelecido que mesmo o mais injusto dos homens que se arrependa de seus maus caminhos, terá acesso à Arvore da Vida, por suas folhas será curado, e dela se alimentará por toda a eternidade.

Artigo 8 – Está decretado que pela força da Ressurreição nunca mais nenhum homem apresentará a Deus a culpa de outro homem, rogando com ódio as bênçãos da maldição. Pois todo escrito de dívidas que havia contra o homem foi rasgado, e assustados para sempre ficaram os acusadores da maldade.

Parágrafo único: Cada um aprenderá a cuidar em paz de seu próprio coração.

Artigo 9 – Fica permanentemente esclarecido, com a Luz do Sol da Justiça, que somente Deus sabe o que se passa na alma de um homem. Portanto, cada consciência saiba de si mesma diante de Deus, pois para sempre todas as coisas são lícitas, e a sabedoria será sempre saber o que convém.

Artigo 10 – Fica avisado ao mundo que os únicos trajes que vestem bem o homem diante de Deus não são feitos com pano, mas com Sangue; e que os que se vestem com as Roupas do Sangue estão cobertos mesmo quando andam nus.

Parágrafo certo: A única nudez que será castigada será a da presunção daquele que se pensa por si mesmo vestido.

Artigo 11 – Fica para sempre discernido como verdade que nada é belo sem amor, e que o olhar de quem não ama jamais enxergará qualquer beleza em nenhum lugar, nem mesmo no Paraíso ou no fundo do Mar.

Artigo 12 – Está permanentemente decretado o convívio entre todos os seres, por isso, nada é feio, nem mesmo fazer amizades com gorilas ou chamar de minha amiga a sucuri dos igapós. Até a “comigo ninguém pode” está liberta para ser somente a bela planta que é.

Parágrafo da vida: Uma única coisa está para sempre proibida: tentar ser quem não se é.

Artigo 13 – Fica ordenado que nunca mais se oferecerá nenhuma Graça em troca de nada, e que o dinheiro perderá qualquer importância nos cultos do homem. Os gasofilácios se transformarão em baús de boas recordações; e todo dinheiro em circulação será passado com tanta leveza e bondade que a mão esquerda não ficará sabendo o que a direita fez com ele.

Artigo 14 – Fica estabelecido que todo aquele que mentir em nome de Deus vomitará suas próprias mentiras, e delas se alimentará como o camelo, até que decida apenas glorificar a Deus com a verdade do coração.

Artigo 15 – Nunca mais ninguém usará a frase “Deus pensa”, pois, de uma vez e para sempre, está estabelecido que o homem não sabe o que Deus pensa.

Artigo 16 – Estabelecido está que a Palavra de Deus não pode ser nem comprada e nem vendida, pois cada um aprenderá que a Palavra é livre como o Vento e poderosa como o Mar.

Artigo 17 – Permite-se para sempre que onde quer que dois ou três invoquem o Nome em harmonia, nesse lugar nasça uma Catedral, mesmo que esteja coberta pelas folhas de um bananal.

Artigo 18 – Fica proibido o uso do Nome de Jesus por qualquer homem que o faça para exercer poder sobre seu próximo; e que melhor que a insinceridade é o silencio. Daqui para frente nenhum homem dirá “o Senhor me falou para dizer isto a ti”, pois, Deus mesmo falará à consciência de cada um. Todos os homens e mulheres que crêem serão iguais, e ninguém jamais demandará do próximo submissão, mas apenas reconhecerá o seu direito de livremente ser e amar.

Artigo 19 – Fica permitido o delírio dos profetas e todas as utopias estão agora instituídas como a mais pura realidade.

Artigo 20 – Amém!

Caio Fábio

Venha conhecer o Caminho da Graça - Estação BH
www.caminhodagracabh.blogspot.com

23 março 2007

OS CARAS MAUS
Por Riva Moutinho

Desde o dia que a minha consciência se tornou consciente de mim mesmo, descobri que sou assim. Claro que ao longo dos anos (e são poucos ainda), Deus tem me moldado. Muitas das vezes as duras penas.

Mas... e os caras?! Bom, os caras nunca gostaram da minha forma de expressar, principalmente no que tange as mazelas do engano ou a Divina Enganação do Evangelho. Claro que hoje em dia as coisas estão bem piores, mas há dez, doze anos já não eram boas também.

Infelizmente o Brasil é o “país do jeitinho”, onde pra tudo se dá um jeito e onde muita energia é gasta com futilidades egoístas. É a maldita lei de levar vantagem em tudo. A verdadeira praga que assola o país... e o mundo, diga-se de passagem.

Há muito tempo os caras lucram em nome de Deus, ou você acredita que o patrimônio da Igreja Católica surgiu desde ontem? Há muito tempo os caras enganam o povo deturpando o Evangelho ou você acredita que o que aí está foi descoberto antes de ontem?

A diferença agora é que tem caras que ganharam mais status, fama, poder, dinheiro; que levantaram a bandeira de transformar o Brasil num outro tipo de nação religiosa; que criaram um tipo brasileiro de guerra santa ao se postarem sempre como vítima quando se fala deles.

Claro que há vários caras maus, mas uma parte dos que carregam o Livro Sagrado na mão são de uma espécie única: a farisaica. E, por favor, não se surpreenda quando ver alguns deles expostos na mídia envolvidos em algum crime político, religioso, pessoal ou espiritual. O que se ecoa na mídia é o mínimo.

A TV aberta é um caos! Diariamente e em vários períodos do dia, o marketing para se conseguir o objetivo comum de alterar a religião do país, é realizado. A pessoa que tem um mínimo de discernimento bíblico percebe que a religião não salva alguém e, que tudo isso então, só poderia ser realizado para se conseguir mais pessoas sob o domínio e com isto mais poder.

Nos quartéis generais ou templos religiosos se usa de tudo e mais o que a imaginação conseguir produzir ao longo dos tempos. De rosa ungida a água-falsa-benta-de-Israel, de corrente-de-7-dias a palavras-positivas-contra-maldições-hereditárias. De capeta-encostado a libertação através da oração-forte.

E os caras maus são bons com o microfone na mão. Tão bons que lotam auditórios, cada vez maiores, dizendo-se em muitos casos serem a “terra boa para se plantar.” E há muitos que realmente plantam neles, fazendo este império crescer mais e mais a cada dia.

É hipnose, é a Lei Mosaica (oriunda de Moisés) imperando sobre a Graça de Jesus.

É caixa 2, a tal ponto do Ministério Público chamar uma destas pseudo-igrejas de “Organização Criminosa”. São mansões e coleções de carros importados e, ultimamente, até jatinho particular tem entrado no sonho-realizado destes caras.

É corrupção. A bancada destes caras está envolvida até o pescoço, segundo investigações, com “Sanguessugas” e “Mensalão”.

É a lei do Quem-dá-mais-leva-mais-benção. Vendem-se Deus e suas bênçãos. O preço é bom. Tenha cuidado, pois o não-pagamento ou a não-obediência levará maldições para sua vida. Os caras fazem qualquer negócio.

As igrejas-dos-tempos-atuais adoecem o povo para depois “venderem” a cura. Tornando-os prisioneiros de uma Matrix Religiosa a léguas de Jesus.

E os caras?! Bom, eles também fazem ameaças. Como bruxos lançam o medo sobre suas ovelhas rebeldes afinal, uma ovelha com língua solta pode atrapalhar todo o esquema.

Portanto, se estiver a fim de me xingar, por favor, entre na fila. Se este não for o seu caso, a fila das ameaças fica logo ao lado.

Algo tenho plena convicção: só sairei desta terra quando Deus falar: Vem.

FAÇA CONTATO:Clique Aqui

22 março 2007

Comissão da Câmara aprova reajuste de 26%

FONTE: Globo.com

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (22), projeto de decreto legislativo que aumenta em 26,94% os salários dos parlamentares. Com isso, os vencimentos dos deputados e dos senadores, atualmente fixados em R$ 12.847,20, podem passar para R$ 16.250,42.

O projeto ainda precisa ser aprovado em plenário na Câmara e no Senado. No entanto, a votação não pode ocorrer enquanto a pauta da Câmara estiver trancada por 12 medidas provisórias, das quais oito se referem ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O projeto inicial, de autoria do deputado Virgílio Guimarães (PT-MG), que preside a comissão de finanças, previa ainda definição de regras para corte de salário em caso de faltas e para pedidos de reembolso no caso de auxílio-moradia. Os itens, no entanto, não foram analisados porque os deputados optaram por “fatiar” a proposta e analisar o salário separadamente dos benefícios.

De acordo com a justificação de Virgílio Guimarães para a definição do reajuste de 26,49% nos salários, o índice equivale à inflação de janeiro de 2003 - quando os salários foram reajustados pela última vez - a fevereiro de 2007. Foi utilizado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A comissão analisa ainda nesta quinta projeto de decreto para aumentar os salários no Executivo. A proposta é aumentar no mesmo percentual os vencimentos. Com isso, o salário do presidente da República pode aumentar dos atuais R$ 8,5 mil para R$ 11.239,24. Os vencimentos do vice-presidente da República e dos ministros de Estado também subiriam, dos atuais R$ 8 mil para R$ 10.578,11.

Na terça-feira, o presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), havia solicitado aos líderes que consultassem suas bancadas sobre o reajuste salarial.

PARTICIPE DA ENQUETE

21 março 2007

Câmara debate aumento de salário para deputado

FONTE: Sidney Rezende

Menos de uma semana depois de negar que iria debater aumento salarial para deputados, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), iniciou as discussões não só sobre reajuste nos vencimentos como também aumento na verba de gabinete. Na semana passada, Chinaglia havia desautorizado o segundo-secretário, Ciro Nogueira (PP-PI), que afirmara exatamente o que agora o presidente da Câmara começou: discutir para quanto irão os salários dos deputados e a verba de gabinete.

Chinaglia pediu aos líderes partidários que discutam em suas bancadas o reajuste. O líder do PSol, Chico Alencar (RJ), disse que a discussão envolverá aumento de salário, de verba de gabinete e das chamadas verbas indenizatórias. A idéia de Chinaglia é ouvir os líderes e depois submeter a proposta à votação no plenário. No final do ano passado, o Legislativo passou por enorme desgaste ao tentar elevar o salário dos parlamentares dos atuais R$ 12,8 mil para R$ 24,5 mil, mesmo valor que recebe um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). A pressão popular fez o então presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), recuar. Agora, a idéia é elevar os vencimentos para R$ 16,4 mil, o que corresponde à correção inflacionária.


Mais aumento

Na verba de gabinete, a proposta é elevar o valor dos atuais R$ 50,8 mil para R$ 65,1 mil. Isso corresponde a uma correção de 225% em dez anos, contra uma inflação de 91%. É com esse dinheiro que os parlamentares contratam seus assessores, inclusive em seus Estados de origem. Chico Alencar (PSol-RJ), acha o aumento desnecessário. Ele argumenta que os 513 deputados "têm plenas condições de exercer o mandato" com os vencimentos atuais. O líder do PSB, Márcio França (SP), acha que os deputados não deveriam estar debatendo projeto em benefício próprio. Ele defende que aumento salarial deveria ser discutido de uma legislatura para outra.


Mais dinheiro para voar

Este benefício os deputados já conseguiram: reajuste de 2,6% na cota para compra de passagens aéreas. Os valores variam de acordo com o Estado do parlamentar. Desde junho de 2000, essa verba aumentou 185% contra 63% de variação do índice inflacionário. Uma curiosidade para o contribuinte: até parlamentares de Brasília tem cota de passagem. É a menor, já que são do próprio Distrito Federal. Eles recebem R$ 4.253,91 mensais. Os de Roraima recebem a maior cota. Embolsam R$ 16.938,44 todo mês. Ficou decidido ainda que os valores serão corrigidos automaticamente, de acordo com a inflação, nos meses de janeiro e julho.


Apagão aéreo

Na primeira tentativa, nesta terça-feira, os governistas não conseguiram votar proposta do PT para arquivar requerimento de instalação da CPI do Apagão Aéreo na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Foram quase sete horas de reunião com muito debate e agressões verbais entre aliados do governo e oposicionistas. A sessão teve que ser encerrada no final da tarde porque iniciou-se a sessão no plenário, o que impede o funcionamento de qualquer comissão. Na de Constituição e Justiça, o presidente Leonardo Picciani (PMDB-RJ) está sendo acusado pelos oposicionistas de manobrar para favorecer o governo.

PARTICIPE DA ENQUETE

20 março 2007

Delúbio volta à cena em festa de aniversário de Dirceu

FONTE: Estadão

SÃO PAULO - A festa de 61 anos do ex-ministro da Casa Civil e deputado cassado José Dirceu teve a presença de poucos integrantes do governo ou de petistas de alta patente. Mas nem por isso a lista de aproximadamente 2 mil convidados deixou de surpreender. Pouco após as 21h30 da segunda-feira, 19, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares - protagonista do escândalo do mensalão - circulava sorridente pelo salão do bar Avenida Club, na zona oeste da capital paulista.

Delúbio, que desde as denúncias envolvendo o esquema de financiamento irregular de campanha no PT levava uma vida reservada, mostrava-se feliz em reencontrar os amigos. Com cabelos compridos, aparelho nos dentes e casaco de couro preto, era abraçado a cada dois passos ao lado da mulher, Monica Valente. Alguns convidados gritaram logo que o avistaram: "Você por aqui, nem acredito!" Abordado por jornalistas, Delúbio sorria, mas não deu nenhuma declaração. À certa altura ficou muito próximo a Dirceu, mas os dois não se olharam nem se cumprimentaram.

Entre os presentes estavam o tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, o deputado estadual Rui Falcão, o jornalista Ricardo Kotscho, além de personalidades como o arquiteto Ruy Ohtake e os atores Antonio Grassi e Antonio Abujamra. Mas o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou de fora. Dirceu admitiu não tê-lo convidado. De acordo com ele, o presidente "tem mais o que fazer".

A julgar pela festa, não faltará apoio para uma eventual campanha em favor de sua anistia. O assunto esteve presente inclusive no discurso do ex-ministro, que voltou a dizer que não quer "impunidade ou prescrição" e irá lutar para provar o que julga ser sua inocência. "Vamos começar, sim, a campanha pela minha anistia. Mas vamos fazer do jeito nosso. Vamos fazer na base do PT", disse Dirceu, enquanto alguns convidados gritavam "volta, Zé".

"Mas quem vai fazer a minha campanha são os que me apóiam, que querem lutar pela minha anistia. Não sou eu, não é o PT, não é o governo", completou. "Não vou aceitar viver com a acusação que me fizeram de ser chefe de quadrilha." O líder sem-terra José Rainha avisou que trabalhará pela anistia de Dirceu. "Sou companheiro dele do começo ao fim."

Lembrando as declarações feitas pouco após deixar o governo de que, para ele, "bastava ser Zé Dirceu", aproveitou para se colocar como apenas um entre os muitos militantes do PT que comemoraram a reeleição de Lula. "Sou hoje aquilo que eu devo ao Brasil e ao PT. Quando digo que basta ser Zé Dirceu, quero dizer que basta ser um de vocês."

Segundo assessores de Dirceu, o ex-ministro não desembolsou nada para realizar a festa. Por ser amigo do proprietário do Avenida Club, ele acertou um esquema pelo qual todos os convidados pagaram seu próprio consumo, assegurando, assim, a receita da casa. Foi oferecido um bolo aos convidados com cobertura vermelha e decorado com a estrela branca do PT.

PARTICIPE DA ENQUETE

Câmara reajusta o ‘auxílio viagem’ dos deputados

FONTE: Blog Josias de Souza

Em decisão tomada há uma semana, na surdina, a direção da Câmara reajustou em 2,6% o valor do auxílio pago mensalmente aos deputados para a compra de passagens aéreas. Foi a primeira concessão financeira feita à corporação parlamentar desde que Arlindo Chinaglia (PT-SP) assumiu a presidência da Câmara. Mas não será a única.

Em reserva, discutem-se outras duas providências: o reajuste dos salários dos deputados de R$ 12.850 para R$ 16.460 e o aumento de R$ 50 mil para R$ 65 mil mensais da verba destinada à contratação, sem concurso público, de funcionários lotados nos gabinetes dos deputados.


A informação foi repassada ao blog por um deputado que integra o grupo da chamada terceira via. Declara-se preocupado com os arranhões que essas providências podem causar à imagem do Legislativo. Sobretudo no caso dos reajustes da cota de passagens e da verba de gabinete.


No caso da cota de passagens aéreas, o aumento já está sacramentado e independe da manifestação do plenário. Foi decidido pela mesa diretora da Câmara, de composição suprapartidária. Não há notícia de nenhuma voz dissonante que tenha soado durante a reunião. Quanto ao reajuste dos contracheques e ao aumento da verba de gabinete, Chinaglia analisa o melhor momento para abrir a discussão do tema.


Estima-se que o aumento da verba de passagens custará à Câmara um gasto adicional de cerca de R$ 80 mil por mês. Ou R$ 960 mil por ano. Pela decisão da mesa, esse tipo de despesa passará a ser reajustada automaticamente a cada seis meses –no início e no meio do ano, conforme a variação da inflação. O reajuste virá mesmo que as companhias aéreas não tenham aumentado o preço dos bilhetes.


A importância destinada aos 513 deputados para a aquisição de passagens varia conforme o Estado de origem de cada um. Os integrantes da bancada do Distrito Federal, que não precisam tomar nenhum avião para visitar as suas bases eleitorais, recebem a menor cota –passou de R$ 4.147 para R$ 4.254. Deputados da região Norte recebem a maior cota –foi de cerca de R$ 16.480 para R$ 16.910.


No final de sua gestão, o antecessor de Chinaglia, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), encomendara à FGV (Fundação Getúlio Vargas) um estudo para avaliar o custo dos benefícios pagos pela Viúva aos deputados. O trabalho custou ao erário R$ 140 mil. Dinheiro jogado fora. Sob Chinaglia, a Câmara envereda por um caminho inverso ao que foi sugerido pelos técnicos da FGV.


O estudo ficou pronto em dezembro de 2006. Propôs a racionalização e a redução das verbas repassadas a cada um dos 513 deputados. Sugeriu, por exemplo, a fusão de três benefícios indiretos: a verba indenizatória de R$ 15 mil (usada para custear despesas como gasolina e aluguel de escritórios nos Estados), a cota de passagens aéreas e a cota para telefone e Correio. Essas três despesas custam anualmente aos cofres públicos R$ 192,6 milhões.


Os técnicos da FGV formularam dois cenários. Um deles, mais brando, sugeria que a fusão das três rubricas –verba indenizatória, passagens aéreas e cota de telefone e Correio—fosse seguida de uma redução de 20% nos gastos. O que proporcionara uma economia anual de R$ 38,3 milhões. A segunda alternativa, mais radical, submetia as despesas, depois de fundidas, à variação da inflação (IPCA). A economia, neste caso seria de 28,35%, ou R$ 57,7 milhões por ano.


Ao encomendar o estudo, Rebelo imaginava usar a redução dos gastos com despesas indiretas para atenuar a repercussão negativa do aumento dos salários dos deputados. O cortes de gastos ficou na intenção. E o aumento salarial, não fosse por um veto imposto pelo STF, teria sido de 91%. Sob Chinaglia, o aumento dos contracheques será menor. Seguirá a variação da inflação. Quanto ao corte de gastos, não sairá, de novo, das folhas de papel escritas pela equipe da FGV.


PARTICIPE DA ENQUETE

19 março 2007

Lei contra homófobos: só pode ser coisa de petista aloprado...
Por Félix Maier

FONTE: Mídia Sem Máscara

No momento em que se arrastam crianças pelo asfalto até a morte, como o menino João Hélio Fernandes, no Rio de Janeiro, e que se estupram meninas aos montes, como Gabrielli Cristina Eichholz, que foi encontrada morta dentro de um tanque de batismo de uma igreja adventista de Joinville, SC, com Lula dizendo que “às vezes, a violência é questão de sobrevivência”, o Congresso Nacional cuida de um projeto muito mais urgente para o País do que o combate contra a bandidagem: a criminalização da “homofobia”.

Ninguém, por certo, tem o direito de perseguir uma pessoa pela cor da pele que possui, pela religião que segue ou pelo seu sexo (ou a falta de um que seja bem definido...). A Constituição Federal prevê deveres e direitos (infelizmente, mais direitos do que deveres) a todos os cidadãos brasileiros, e já existe um monte de leis que tratam do assunto. Todos são iguais perante a lei e as leis deveriam valer para todos. Infelizmente, não é isso que ocorre. Na Terra do Mico-Leão-Dourado, a lei beneficia apenas os ricos, os que têm boa posição social e as famigeradas “minorias”, que no Brasil são a vasta e irrefutável “maioria”: mulheres, crianças e adolescentes, índios, negros e, no futuro, também os homossexuais. Tudo perfeitamente dentro do modo “politicamente correto” besta de pensar.

Se vivêssemos em um país sério, não haveria necessidade de se criar mais uma lei com a finalidade específica para tratar de perseguições movidas contra homossexuais, como quer o Congresso. As leis existentes dão conta do assunto, caso alguém se sinta prejudicado em função de sua “terceira via” sexual. Se as leis valem para todos, por que tratar diferente os homossexuais, como se fossem alienígenas vindos de Vênus?

Um erro que vem se repetindo no Brasil, nas últimas décadas, é criar leis específicas, seja para índios, mulheres e menores de idade, seja para negros ou homossexuais. Se todos são iguais perante a lei, por que criar leis distintas para atender somente uma parcela da sociedade, como se essa fosse mais importante que a sociedade inteira?

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) – e põe eca! nisso – é uma legislação que seria muito interessante para a Suíça, não para o Brasil, um país de primatas governado por primatas. O ECA já debutou na sociedade seus 15 aninhos, porém está totalmente defasado da realidade e necessita de uma urgente atualização. Em vez de promover o desenvolvimento e a proteção de crianças e adolescentes, o que o ECA faz é defender assassinos simplesmente porque ainda não completaram 18 anos. Toda mãe que perdeu um filho nas mãos de marginais sabe perfeitamente que bandido não tem idade. Um adolescente de 16 anos, no Brasil, pode votar para presidente da República, porém não pode responder pelos seus atos bárbaros, uma malandragem a mais criada por nossos cínicos políticos. Ora, um menino que já “afoga o ganso”, que consegue engravidar uma menina, é tecnicamente um adulto e assim deve ser tratado. A diminuição da maioridade penal deve ser exigida por toda a sociedade brasileira, não para 16 anos, mas para 12, 13 anos, que é a idade em que nossos bandidos “gentilíssimos” - como disse a Srª Mantega - já estão em condições de procriar. O mesmo deve ser aplicado às meninas: se pode engravidar, deve também responder por seus atos como uma pessoa adulta.

Recentemente, Lula aprovou com pompa e circunstância – tudo, no governo Lula tem pompa e circunstância, mesmo as “abobrinhas” que o Presidente profere – a Lei Maria da Penha, que tem por finalidade colocar no xadrez, com mais agilidade, o marido ou companheiro que tem o belo costume de bater na mulher. Ora, já existem leis e mais leis que tratam da questão da tortura, das lesões corporais, dos maus tratos, físicos ou psicológicos, que valem para todos, inclusive para as mulheres. Por que então foi criada mais essa bobagem? A pergunta que fica é a seguinte: e a mulher, tem o direito de meter o rolo de macarrão ou o salto alto do sapato na cabeça do marido, quando bem entender, sem que seja levada ao delegado de polícia, fugindo candidamente do xilindró? Lei Maria da Penha, a que desce a lenha! Obviamente, no cocuruto do marido...

A lei que o Congresso pretende aprovar, a favor dos homossexuais, é uma bobagem ainda maior do que a Lei Maria da Penha porque os males que trará serão em número infinitamente maior do que a turba que se reúne todos os anos na parada do “orgulho gay”, em São Paulo. Os primeiros a serem perseguidos, os futuros “refugiados homófobos”, serão todos os que professam a religião cristã, sejam católicos ou protestantes das mais variadas vertentes. Ou seja, a quase totalidade dos brasileiros. Porque está muito claro na Bíblia, em suas prescrições religiosas e morais, que a homossexualidade é um pecado que merece punição rigorosa e explica por que as cidades de Sodoma e Gomorra foram destruídas: “Aquele que dormir com macho, abusando dele como se fosse fêmea, morram ambos de morte, como quem cometeu um crime execrável: o seu sangue recaia sobre eles” (Levítico, 20, 13). Obviamente, houve uma evolução na sociedade, mesmo entre os judeus ortodoxos, e esse preceito do Antigo Testamento tornou-se letra morta. Entretanto, o padre e o pastor que fizerem menção a esse texto das Sagradas Escrituras em sua homilia, seriam levados diretamente para a cadeia?

Outro mal que a esdrúxula lei trará será a criminalização de toda palavra que se proferir contra os homossexuais, algo como já ocorre com os negros, caindo todos nós no buraco negro de uma espécie de “racismo do arco-íris”. Se alguém chamar um crioulo de “crioulo”, está sujeito a ser tratado como um criminoso quase tão odioso quanto um homicida, quando na verdade trata-se apenas de, no máximo, um insulto, nunca de um crime, e assim deveria ser tratado. Mas não é. Da mesma forma, se alguém vier a chamar um bicha de “bicha”, estará sujeito a sofrer as mesmas penalidades, caso seja aprovada no Congresso essa nova lei, de feitio newspeak, pela qual a companheirada petista tanto se bate há anos, pleiteando, ainda, que a ONU equipare “o crime de homofobia” ao “crime de racismo”! E eu, que já fui chamado por muito “negão” no Rio de Janeiro de “branquelo azedo”, “ruço”, “pindirriga” (corruptela de pinho-de-riga), também terei o direito de processar os envolvidos nesse tipo de “crime de racismo”?

Impedir, p. ex., um negro ou um homossexual de ingressar num clube social, ou negar o emprego a alguém, simplesmente em função da cor da pele ou da “preferência sexual”, configura crime, não há dúvida, e assim deve ser tratado. Para isso já temos leis suficientes à disposição dos juízes. Não se torna necessário inventar mais uma. Porém, o xingamento de “crioulo” ou “bicha” não pode ser configurado como crime, pois não vai de encontro aos direitos individuais da pessoa humana, nenhum direito fundamental do ofendido foi cerceado. Trata-se, apenas, de um insulto, não de um crime, e assim deveria ser tratado, tendo o ofendido o direito de exigir uma indenização como reparação pelas ofensas recebidas. Criminalizar um sujeito mal-educado e preconceituoso, que agride anões, mulheres, negros, “loiras burras” (existiriam “negas idiotas”?), índios e homossexuais com palavras julgadas preconceituosas, é uma aberração sem tamanho. Tudo isso não passa de um maldito stalinismo puritano, orquestrado pelas esquerdas de todo o universo, que pretende colocar na cadeia um boquirroto, porém incentiva a prática do infanticídio, que é o aborto, coisa típica desses tempos de moral tortuosa em que vivemos. Coisa típica do petismo e aderentes.

A mídia se farta em apresentar padres pedófilos, para execração pública, porém não mostra o óbvio, o estrago que o pederasta (homossexual masculino que viola menino) faz na sociedade – com ou sem batina. A propósito, o novo Código Civil, dentro do modo politicamente besta de agir, riscou de seu texto a palavra “pederasta”. Nossos doutos legisladores julgam que a rasura de uma simples palavra ira acabar com a pederastia...

E, por favor, não me venham com as “palavras de pau” comuns hoje em dia, como “orientação sexual”, “opção sexual”, “preferência sexual” e outras bobagens do gênero. Opção sexual não existe, porque ninguém escolhe ser homem, mulher ou “homoafetivo”. Todos já nascem assim. No caso dos homossexuais, é necessário acrescentar que alguns deles adquirem essa característica em função de algum trauma na infância, normalmente oriundo de agressão sexual. Opção é escolha, é você torcer pelo Flamengo ou pelo ASA de Arapiraca. Orientação sexual não é você escolher, aleatoriamente, o sexo que irá ter, uma idiotice sem tamanho, porém apenas a instrução que se dá ao filho, para conhecer o próprio corpo, usar preservativos para evitar a gravidez indesejável e doenças sexualmente transmissíveis. Preferência sexual é coisa que não existe, a não ser na imaginação de uma pessoa pervertida. Somente uma pessoa imoral é que iria olhar-se no espelho, de manhã, e dizer para si mesmo: “Hoje, para variar, vou ser homossexual!”

Todos os seres humanos devem ser respeitados, tanto homossexuais, quanto heterossexuais. Casamento, como o nome diz, é uma união entre um casal, um homem e uma mulher. Já existem leis que amparam a união homossexual. O casamento entre homossexuais é uma aberração, por atentar contra um dos pilares da sociedade, a família, julgada sagrada para todas as religiões, embora seja permitido em alguns países, inclusive de maioria católica, como a Espanha. A homossexualidade sempre foi e sempre será uma exceção no reino animal (como é a cleptomania e a pedofilia), nunca uma regra, ainda que haja, na evolução humana, uma linha muitas vezes tênue entre o que é, digamos, um “homem macho” e um “homem fêmea”. Como assim? Pois bem: você, um machão convicto de sua masculinidade, me responda rapidamente: o que fazem seus dois mamilos no peito musculoso? Deram de mamar no passado remoto ou serão seios fartos num futuro distante?...

Pelo visto, a tal lei contra “homófobos” só pode ser coisa de petista aloprado. Ou de bicha estressada...

******************************
Eu venho falando desta lei desde a época das eleições presidenciais e inclusive teve gente me chamando de homófobo. Concordo em número, gênero e grau com o Félix Maier e, sem dúvida, este projeto é mais um atraso para o Brasil que, graças a seus políticos, tem aprendido com perfeição a correr para trás.

Outra coisa que até hoje não entendo é o porque dos homossexuais terem adotado o arco-íris como símbolo. Todo cristão sabe (se não deveria saber) que o arco-íris é o sinal de um pacto feito entre Deus e Noé (após o dilúvio) de que o mundo nunca mais seria destruído com água. Tomar posse deste símbolo cristão não seria um crime? Não seria uma ofensa a todos os cristãos e a Bíblia?

Então vou brigar pelo meu direito de não ter minha fé religiosa ofendida assim como eles não querem ter sua opção sexual ofendida. A Lei não pode fazer acepção de pessoas, por isso precisa ser justa. Se há algum político de plantão por aí, então que ele leve esta idéia até o Congresso Nacional e que os homossexuais criem seu próprio símbolo e não roubem dos cristãos ou da Bíblia.

Se ofensa será considerada crime, então que a ofensa feita constantemente contra a Bíblia e os cristãos em relação ao símbolo do arco-íris também seja considerada crime e todos paguem igualmente. Caso contrário não inventem mais uma bobagem.

PARTICIPE DA ENQUETE

18 março 2007

1º ANO CAMINHO DA GRAÇA - Estação BH
com a presença do Pr. Caio Fábio


É com muita alegria e gratidão a Deus que o Caminho da Graça - Estação BH comemorará seu primeiro ano.

Atenção para a programação!


DIA 24/03/2007
com a presença do Pr. Caio Fábio
a partir das 19:30h



Todos são mais que bem-vindos! Venha participar conosco deste momento de reflexão, comunhão e gratidão em torno de Jesus Cristo – a Palavra Viva!


Junte-se aos caminhantes que têm se encontrado para celebrar a GRAÇA COM SABOR DE VIDA E A VIDA COM SABOR DE GRAÇA.

TRAGA UM CONVIDADO COM VOCÊ PARA ESTE ENCONTRO!

LOCAL:
Auditório da Escola Municipal Professora Eleonora Pieruccetti
Av. Bernardo Vasconcelos, 288
Bairro Cachoeirinha – BH
Próximo às obras da Av. Antônio Carlos. CLIQUE AQUI para ver como chegar ao local.
----------------------------------------------------------------------

DIA 25/03/2007 com a presença do Pr. Caio Fábio a partir das 08:30h


O Caminho da Graça é “para aqueles que estão buscando de modo ‘social e comunitário’ aquilo que já crê de modo ‘individual e existencial’”.

TRAGA UM CONVIDADO COM VOCÊ PARA ESTE ENCONTRO!

LOCAL:
Buffet Gourmet
Av. José Cleto, 575 – Sobre Loja - Ao lado da padaria “A Cor do Pão”.
Bairro Palmares – BH
Próximo ao Minas Casa. CLIQUE AQUI para ver como chegar ao local.
----------------------------------------------------------------------

INFORMAÇÕES:
Francisco Pacheco
E-mail:
chicocaminhobh@uol.com.br
MSN: caminhobh@hotmail.com
Fones: (31) 3588 2041 / (31) 9648 0858

17 março 2007

PARA REFLETIR: Vamos Renovar a Espécie Humana




O vídeo acima é uma propaganda de uma empresa, mas sinceramente foi muito bem elaborada e, principalmente, tem muito conteúdo.

É como eu ando dizendo por aqui:

O MUNDO NÃO MUDA SE NÃO MUDARMOS.

Cruzes em Copacabana lembram os 700 assassinados no Rio

FONTE: Estadão

RIO - Para registrar os 700 assassinatos ocorridos entre 1º de janeiro e 15 de março de 2007 no Rio de Janeiro, o movimento Rio de Paz cravou neste sábado, 17, na areia de Copacabana, em frente ao hotel Copacabana Palace, 700 cruzes.

A cena atraía a atenção de quem caminhava pelo calçadão da praia. O teólogo Antônio Carlos Costa, ligado à Igreja Presbiteriana da Barra e coordenador do movimento, pretende realizar um seminário para que a sociedade busque uma solução a curto prazo para por fim aos assassinatos que se repetem no Estado.

Para o próximo dia 26, está marcada uma nova manifestação no centro do Rio de Janeiro, quando o movimento Rio de Paz irá anunciar a data do seminário. Para Costa, a onda de violência está colocando em jogo o respeito à democracia: "Estamos correndo riscos de a democracia deixar de ser um valor estimado da população. Entre o direito à liberdade e o direito à vida muita gente escolhe o segundo", disse.

Ele afirmou ainda que é preciso "encontrar soluções a curtíssimo prazo. Não há mais como esperarmos medidas de médio e longo prazo. Precisamos de soluções factíveis e imediatas para por fim a estes assassinatos todos".

*****************************************

Apoio todo ato pacífico de protesto. Não apenas o Rio de Janeiro, mas o Brasil está cansado de tanta violência. É crescente e não há como suportar inertemente este momento.

Que este protesto no Rio seja referência para outros pelo Brasil

PARTICIPE DA ENQUETE

15 março 2007

MONASTÉRIO por Riva Moutinho

Foto: Vanda Rodrigues

Qual a sua religião? Não importa. Todos os “ismos” religiosos criam e recriam meios humanos para o ser humano estar mais próximo de Deus. Com todas as práticas existentes o homem se encontra mais próximo de Deus? Ou ainda, o homem entende quem é e o que faz Deus?

Estou a léguas de distância de transformar este texto em algum estudo filosófico, mas gostaria de gerar em sua mente reflexões sobre os vários monastérios religiosos criados pelos “ismos” no homem. Se valeram ou não a pena conclua você. Também estou a léguas de distância da vontade de te convencer de alguma coisa.

O monasticismo é a prática dos objetivos comuns dos homens em prol da prática religiosa. (Antes de continuar pare e pense um pouco olhando bem para dentro do seu “ismo”). Budismo, hinduísmo e catolicismo, por exemplos, levam alguns de seus seguidores a viverem uma vida a margem da sociedade, distante do mundo real, cercado por paredes, com os objetivos comuns de estarem mais próximos de Deus. Nivelando seria a busca pelo Nirvana, ou seja, é quando o espírito se liberta do corpo temporariamente. Assim chegaríamos a um estado espiritual inimaginável e especialmente perto do Criador.

Agora me diga, quantos de nós não estamos cercados por muros, no entanto levantamos um Monastério Virtual através da criação de padrões de santidades que nos levariam a estarem mais próximos de Deus? Você pode não estar enclausurado por paredes de pedra, mas pare pra pensar o quanto sua mente pode estar prisioneira deste estreito lugar que você criou ou que criaram em você através dos “ismos” religiosos.

Pior... é muito pior. O Monastério Virtual da Santidade Individual lapida máscaras personalizadas, almas angustiadas, corações enegrecidos e mentes corrompidas. Duvida? Se tiver coragem, olhe para você mesmo e reflita sem medo de se tornar réu de si próprio. Quantas vezes você apontou as falhas na vida dos outros sem sequer analisar que as suas atrapalham sua convivência familiar, profissional ou pessoal? Quantas vezes você condenou outros por atos libidinosos, mas criou alguns piores em sua própria mente? Quantas vezes condenou gente que se vendeu por dinheiro ou fama ou poder, enquanto que você mesmo já tinha se prostituído por muito menos? No entanto, enquanto seus segredos estiverem retidos nos porões do seu Monastério estará tudo bem e você continuará caminhando acreditando inutilmente que está a cada dia mais perto de Deus.

Eu poderia citar o protestantismo como o sistema mais fácil de encontrar estes Monastérios, mas o que falar dos crimes católicos, ou dos fundamentalistas islâmicos, ou de tantas seitas que surgem progressivamente e que, apesar de não fazerem parte dos “ismos” do mundo destroem com a mesma força o espírito humano.

Não tenho uma receita, mas tenho algo que gostaria de falar: Onde quer que você esteja, seja sempre o que você é. Fingir pra Deus é perda de tempo, pois Ele tudo conhece e isso ocorre desde que você era uma substância no ventre de sua mãe. Destrua seu Monastério e construa a simplicidade do Evangelho exemplificado na pessoa de Jesus.

Talvez você ache que isto seja realmente difícil, mas acredite, ser o que a religião te transformou trás muito mais conseqüências angustiantes para sua alma. Duvida? Então reflita sobre você mesmo.

FAÇA CONTATO: CLIQUE AQUI

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More